As lesões esportivas provocadas pelos gestos repetitivos

Dr. Carlos Mattos

Em todo esporte, a traumatologia esportiva reconhece algumas lesões que são mais típicas entre seus praticantes, provocadas pelos movimentos repetitivos ou traumas de repetição, o chamado gesto esportivo. Podemos citar as três mais frequentes: o joelho do saltador, comum em praticantes de voleibol e caracterizado por uma tendinite do joelho, mais especificamente do tendão patelar devido aos inúmeros saltos repetitivos que o atleta realiza nos treinamentos; o ombro do nadador, patologia causada pelos movimentos de braçada da natação; e o famoso cotovelo do tenista, a epicondilite lateral, que provoca dor na região lateral do cotovelo também causada pelos movimentos específicos do tênis.

Praticar esportes é importante para a saúde, todos nós sabemos, mas essas lesões podem surgir em função da atividade. Hoje vou falar sobre a natação, modalidade que normalmente as pessoas escolhem por acreditar que esportes na água são seguros e sempre causam benefícios para a saúde. A verdade, no entanto, é que mesmo sendo na água, onde não há impacto, ela pode provocar lesões.

O “ombro do nadador” é uma lesão causada pelo movimento de elevação repetitiva dos braços, que pode levar a um problema nos tendões do ombro, chamado de Síndrome do Impacto. Começa com uma inflamação, mas se não diagnosticada e tratada pode evoluir para lesões mais sérias.

Para prevenção, inicialmente é necessária uma avaliação médica para saber se a natação é adequada, pois se a pessoa já apresenta algum tipo de patologia do ombro poderá piorar com a natação. Para aqueles que não possuem nenhum tipo de patologia do ombro, existem exercícios de fortalecimentos específicos para estabilização do ombro que podem prevenir as lesões.

Como a natação exige um esforço considerável dos ombros, é preciso ter cuidados em treinamentos mais fortes, como em atletas de competição, pois as lesões por sobrecarga podem aparecer mesmo em praticantes experientes e com bom condicionamento físico.

Dr. Carlos Mattos é ortopedista, especialista em Cirurgia do Ombro e Lesões Esportivas, Chefe do Departamento de Ortopedia da PUC-Campinas e Diretor Clínico do Hospital PUC-Campinas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.