ORTOPEDIAPATOLOGIA DO OMBRO

Ombro do nadador

Dr. Carlos Mattos –

Embora a natação seja considerada um esporte de baixo impacto, os praticantes dessa modalidade esportiva têm forte propensão a desenvolver lesões que podem afetar ombro, pescoço, coluna lombar e joelho. A principal lesão que aflige os nadadores é a que chamamos de “ombro do nadador”.

Essa lesão caracteriza-se por uma dor muito forte no ombro, principalmente ao levantar o braço. Além da dor, o atleta pode sentir algo parecido com um choque elétrico e formigamento que vai do ombro até os dedos das mãos. Quando termina um treino ou prova e ergue o braço em movimentos simples, como pentear o cabelo, a dor torna-se ainda mais intensa.

O ombro do nadador ocorre devido, principalmente, à execução incorreta da braçada, à falta de fortalecimento e de alongamento do músculo, à fadiga muscular por movimentos repetitivos e ao desequilíbrio de força muscular.

Ao sentir dor e formigamento no ombro, o atleta deve consultar um médico especialista para que faça o diagnóstico correto da lesão. Em princípio, o médico deve solicitar que se reduza a carga de treinamento para eliminar a fadiga. Também é importante que o nadador alongue corretamente a articulação e faça exercícios de fortalecimento.

O tratamento quase sempre é conservador, com fisioterapia e medicação anti-inflamatória. Também é necessário que se corrija a técnica de braçadas quando for o caso, fortaleça a cintura escapular e o conjunto de músculos responsável pelo nosso equilíbrio e pela adequação postural do tronco em qualquer movimento, e reforce o manguito rotador (músculos internos do ombro). Fazer exercícios de fortalecimento antes, durante e após a temporada de natação é essencial, sempre com orientação.

Dr. Carlos Mattos é ortopedista, especialista em cirurgia do ombro e lesões esportivas e Chefe do Departamento de Ortopedia da PUC-Campinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *