LESÕES ESPORTIVASORTOPEDIA

Lesões em corredores

Dr. Carlos Mattos

Tenho observado já há algum tempo como a corrida se transformou num esporte popular no Brasil, com inúmeras corridas durante todo o ano. Em número de praticantes, a corrida só perde para o futebol. E a explicação é simples: por não precisar de um lugar específico para ser praticada, não usar equipamentos, poder ser feita individualmente e em qualquer horário, se torna uma modalidade muito acessível, além de ser uma ótima forma de ter uma vida mais saudável, perder peso e fazer novas amizades.

Mas, como médico especialista em lesões esportivas, preciso alertar que antes de começar a correr é importante fazer um check-up médico, uma preparação prévia e iniciar a corrida gradativamente, assim como em qualquer outro esporte, para evitar as temidas lesões, que podem acontecer com qualquer um. Não se deve correr para entrar em forma, mas entrar em forma para poder correr.

Quem nunca correu deve começar caminhando 30 minutos durante três a quatro semanas e depois aumentar gradativamente a velocidade. Isso é importante para dar tempo de o corpo se adaptar aos novos estímulos e evitar as lesões, que costumam ocorrer logo nas primeiras semanas justamente por overtraining.

Outros fatores que também podem causar lesões são uso de calçado incorreto na hora do treino, desalinhamento biomecânico, encurtamento e falta de força muscular, pisada incorreta e falta de aquecimento.

As lesões mais comuns nos praticantes de corrida são: periostite (canelite), fasceíte plantar, fratura por estresse, tendinite do tendão de Aquiles e lesão da cartilagem patelar, conhecida como joelho do corredor.

A periostite (canelite) é uma inflamação do periósteo, que fica ao redor da tíbia e provoca dores na canela; já a fasceíte é a inflamação da fáscia plantar, tecido fibroso que recobre toda a sola do pé e incide em 20% dos corredores.

As lesões de fratura por estresse se referem a uma“microfratura” óssea que ocorre devido à sobrecarga e exercícios repetitivos de grande intensidade e geralmente acometem os pés, tíbia e fêmur.

A tendinite do tendão de Aquiles é uma inflamação no tendão que liga o músculo da panturrilha ao calcanhar e origina-se pelo aumento repentino da atividade esportiva, calçado incorreto ou treino em piso incorreto. Ela se caracteriza por uma dor no calcanhar principalmente ao subir e descer escadas.

Outra lesão muito comum em corredores é a condropatia patelar, dor no joelho provocada pelo atrito entre o fêmur e a patela.

O tratamento destas lesões dependerá do tipo e grau de lesão do paciente e somente após avaliação e exames poderemos determinar qual a melhor conduta, mas geralmente optamos por iniciar com o tratamento conservador, que consiste em medicamentos e fisioterapia. O tratamento cirúrgico pode ser necessário quando os sintomas não melhoram com a abordagem conservadora.

Dr. Carlos Mattos é ortopedista, especialista em Cirurgia do Ombro e Lesões Esportivas, Chefe do Departamento de Ortopedia da PUC-Campinas e Diretor Clínico do Hospital PUC-Campinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *